Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Curta as férias sem prejudicar as tartarugas

((o))eco*
quarta-feira, 4 janeiro 2017 17:33
Verão coincide com a época de desova das tartarugas marinhas. Foto: Divulgação/ICMBio.
Verão coincide com a época de desova das tartarugas marinhas. Foto: Divulgação/ICMBio.

Praia lotada é sinônimo de verão, mas também é época de reprodução das tartarugas marinhas, que procuram áreas nas praias para realizar a desova. Pensando numa espécie de guia informal para proteger o momento de renovação do ciclo da vida das tartarugas, o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Tartarugas Marinhas (Tamar), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, divulgou um alerta para que as pessoas tomem cuidados e evitem impactar às condições naturais das áreas de desova.

Para se ter uma ideia, para cada mil filhotes que nascem, somente um ou dois conseguem atingir a maturidade. E as ações humanas estão entre as principais ameaças às populações de tartarugas marinhas. O apelo do Tamar é para que o banhista adote um comportamento cuidadoso para reduzir essa ameaça.

Ameaças

Embora comum, o trânsito de veículos nas praias, incluindo carros, caminhonetes e quadriciclos, é uma prática ilegal, conforme portaria editada pelo Ibama. Além de ser um perigo para os banhistas, a passagem de veículos atropela filhotes, compacta ninhos e afugenta as fêmeas durante a desova.

Os técnicos do Tamar também apontam três grandes problemas que atingem as tartarugas no verão: as capturas incidentais pelos barcos de pesca, que aumenta nessa época do ano pela demanda dos produtos pesqueiros; a luz artificial, resultado da expansão urbana sobre o litoral, que prejudica fêmeas e filhotes principalmente durante o período de desova e a poluição das águas por elementos orgânicos e inorgânicos, como lixo e esgoto, que interfere na alimentação e locomoção e prejudica o ciclo de vida das tartarugas marinhas.

Fonte: ICMBio.

 

Leia Também

Projeto Tamar devolve ao mar 2 meros capturados acidentalmente

Aprenda a diferença entre cágados, jabutis e tartarugas

Proteção para desorientadas

 

 

 

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.