Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Claudio Maretti não é mais presidente do ICMBio

((o))eco
sexta-feira, 10 junho 2016 0:34
Cláudio Maretti durante posse como o novo presidente do ICMBio, em maio de 2015. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil.
Cláudio Maretti em maio de 2015, quando assumiu a presidência do ICMBio. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil.

Como esperado desde o dia 12 de maio, quando a presidente Dilma e os ministros foram afastados, nesta quinta-feira (09) saiu a exoneração de Cláudio Carrera Maretti da presidência do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), autarquia do Ministério do Meio Ambiente que cuida das unidades de conservação do país.

Maretti estava no cargo desde maio de 2015. Ambientalista veterano, ele tem uma carreira sólida no terceiro setor. Formado em geologia pela Universidade de São Paulo (USP), ele fez mestrado em geotecnia e doutorado em geografia humana, com tese sobre gestão territorial comunitária no oeste africano.

O provável sucessor de Maretti, Rômulo Mello, ainda não foi nomeado.

Leia Também

Rômulo Mello deve voltar ao comando do ICMBio

Suely Araújo é a nova presidente do Ibama

Sarney Filho é cotado para ser ministro do Meio Ambiente de Temer

 

 

17 comentários em “Claudio Maretti não é mais presidente do ICMBio”

  1. Além de colocar em sua conta várias exonerações , vai ser lembrado pela nomeação e pelo retorno dos que não foram, "Silvaninha e Companhia ilimitada". Aliás, a rádio corredor o coloca como Diretor da nova velha turma. Ético, muito ético…

    Responder
      • Falou bem Galvão, "era", em tempos de crise, o que era certo não é mais, até o macaco Tião vai pleitear um DAS no Xibiu – que nunca teve muita coerência em certas nomeações; quem sabe ele não abocanha uma (des)Coordenação "Estratégica" e um apê funcional em BSB… aspones não vão faltar para auxiliá-lo na próxima reestruturação do Xibiu, boa sorte macaco Tião, vc é nossa esperança !!

        Responder
  2. Mais um que passou, muita conversinha, planilhas, etc…efetividade nenhuma, 0/0. E assim o ICMBio segue sua saga, quem será o novo (ou velho) salvador da hora para mais uma "reformulação estratégica"… até quando meu Deus ?!! Haja paciência.

    Responder
  3. Esse era o Órgão que iria salvar as UCs federais, que para alguns andava mal das pernas no IBAMA; vamos para 10 anos de idas e vindas, rodando em círculos, batendo cabeça, numa eterna e tragicômica construção/desconstrução, um verdadeiro estelionato administrativo, muito "planejamento estratégico" e $$$ escorrendo pelo ralo e saindo pela tubulação… como disse: haja paciência !!

    Responder
  4. Uma coisa temos que admitir…o ICMXicoBento vai deixar saudades quando acabar…era um legitimo manancial de piadas-prontas. Lembro até hj da audiência no Senado pra discutir a MP que o criou… aquela Ideli Salvatti dando piti: "Vcs sabem o que é um xibiu? Não usem essa palavra aqui não!" kkkk

    Responder
  5. Esse aí ficou apenas 1 ano mas ficará para sempre marcado como aquele que empoderou ainda mais os feudos medievais e inúteis denominados 'CRs'. Uma instância que até hoje não mostrou a que veio e para que veio, a não ser pra uma única coisa: institucionalizar a perseguição e o puxasaquismo hierárquico, pq se vc não pertence a turma do lambe-lambe dos Coordenadores Regionais pode ter certeza que terá uma vida funcional problemática… Essas CRs só vieram pra extirpar de vez o pouco de autonomia que as UCs tinham, pois não se pode mais trocar um papel higiênico na UC sem pedir a bênção da sumidade toda poderosa do Coordenador Regional. E esse sujeito aí fortaleceu ainda mais esse atraso institucionalizado.

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.