Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Cinco filhotes órfãos de lobo-guará são resgatados depois que mãe é morta

Duda Menegassi
quarta-feira, 1 julho 2020 21:12
Os cinco filhotes órfãos de lobo-guará resgatados pelo Onçafari. Foto: Ivan Mattos/Zoológico de Brasília

Cinco filhotes de lobo-guará, com menos de 1 mês de vida, aguardavam sozinhos na toca sem suspeitar de que sua mãe, que havia saído para caçar alimento para família, tinha sido morta. A sorte dos filhotes órfãos é que a mãe, Caliandra, era monitorada por uma equipe de pesquisadores que, ao perceber pelo colar de GPS que a loba estava imóvel a três dias, constatou a morte da fêmea e partiu em resgate dos filhotes, que estavam em uma toca na Fazenda Trijunção, divisa de Goiás, Minas Gerais e Bahia. Os cinco lobinhos foram encaminhados na última quarta-feira (25) para o Berçário do Zoológico de Brasília.

O resgate foi feito pela equipe do Projeto Onçafari em parceria com o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (CENAP/ICMBio). Os pesquisadores que encontraram Caliandra morta a cerca de 10 quilômetros da toca onde estavam os filhotes, já monitoravam a fêmea de lobo-guará há nove meses e meio e haviam acompanhado pelo colar o nascimento dos filhotes, no dia 01/06.

“No início, acreditávamos que mãe ainda não tinha retornado da caça, porém o sinal do GPS indicou durante três dias que ela permaneceu imóvel em outro local. A equipe foi verificar pensando que o colar havia caído, mas encontraram Caliandra sem vida”, comenta o fundador do Onçafari, Mario Haberfeld. A causa da morte de Caliandra ainda não foi identificada.

Uma vez resgatados, o CENAP fez o mapeamento de qual seria o local mais próximo onde os filhotes órfãos poderiam receber os cuidados adequados e assim, eles foram conduzidos ao Zoológico de Brasília, a cerca de 350 quilômetros de distância.

Filhotes estão em fase de pré-desmame e começaram a receber uma alimentação sólida, que inclui carne, rações e frutas. Foto:
Ivan Mattos/Zoológico de Brasília.

Assim que chegaram no Zoo, foram realizados os exames clínicos iniciais em cada um deles, para avaliar as frequências cardíaca e respiratória, temperatura, nível de hidratação, coloração de mucosa oral e conjuntival, escore corporal e peso. “Realizamos uma análise bem detalhada, pesagem e, depois, os alimentamos. No geral, eles estavam clinicamente bem, mas com indícios de desidratação, já que ficaram 48h sem os cuidados da mãe. Além disso, observamos que as mucosas estavam pálidas, indicando uma possível anemia”, conta a médica veterinária do Zoológico de Brasília, Fernanda Mergulhão.

Ainda serão feitos outros exames mais detalhados para diagnosticar possíveis infecções no sangue e parasitas nas fezes. E será montada uma dieta adequada para alimentar os filhotes, que ainda estão na fase pré-desmame, que irá incluir carne, rações e frutas.

Por enquanto os filhotes serão cuidados no Zoo para se recuperarem e se fortalecerem e quando estiverem independentes, os órgãos de fiscalização ambiental vão definir a melhor destinação para eles. De acordo com o diretor de mamíferos do Zoológico, Filipe Reis, ainda é cedo para pensar no destino dos filhotes e a prioridade é deixá-los aptos para serem reintroduzidos na natureza.

O Zoológico de Brasília está atualmente fechado para visitação, mas o público poderá acompanhar o desenvolvimento dos animais pelas redes sociais do Zoo e do Onçafari, e até mesmo ajudar a escolher os nomes dos filhotes. As opções de nomes serão frutos do Cerrado, uma homenagem ao bioma onde habita o lobo-guará (Chrysocyon brachyurus), espécie ameaçada de extinção.

Caliandra era monitorada há nove meses por meio de um colar de GPS. Foto: Onçafari/Divulgação

 

Leia também

O que é o lobo-guará?

Lobo-guará ganha livro com fotos e histórias

Lobo-guará é capturado em Jacareí, interior de São Paulo

5 comentários em “Cinco filhotes órfãos de lobo-guará são resgatados depois que mãe é morta”

    • A causa da morte ainda não é conhecida, segundo informações do Projeto Onçafari, que fez o resgate dos filhotes e encontrou o corpo de Caliandra

      Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.