Download PDF
Alcatrazes deverá ser aberto para visitação pública no segundo semestre de 2017. Foto: Leandro Coelho/Flickr

Alcatrazes deverá ser aberto para visitação pública no segundo semestre de 2017. Foto: Leandro Coelho/Flickr

Em agosto deste ano, o Arquipelágo dos Alcatrazes foi transformado em Refúgio de Vida Silvestre (RVS). Foram quase três décadas de espera para que Alcatrazes se transformasse em unidade de conservação. A expectativa agora é que a promessa do presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ricardo Soavinski, de abrir Alcatrazes para visitação no segundo semestre de 2017, se realize. Em entrevista ao Estadão, Soavinski garantiu que no “mais tardar”, a unidade esteja aberta em 2 de agosto, data do primeiro aniversário da criação da unidade. Com 67 mil hectares, o agora, RVS dos Alcatrazes, fica localizado no litoral norte de São Paulo, a apenas 35 quilômetros da costa. Antes de se tornar área protegida, Alcatrazes era usado, desde a década de 1980, para treinamentos de tiros de canhão pela Marinha. Foram anos de luta para que o local fosse ambientalmente protegido. A decisão de abertura de Alcatrazes para visitação põe um ponto final à preocupação de que a unidade não fosse aberta ao turismo, devido a categoria adquirida por Alcatrazes como Refúgio, que possui regras mais restritivas à visitação do que um Parque. Segundo Soavinksi, “Temos condições de fazer, e vamos fazer. É prioridade absoluta”. O plano de manejo da unidade, necessário para que isso aconteça, está em fase avançada de elaboração e deverá ser aprovado já no primeiro semestre.

Fonte: Estadão