Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Agora é lei: Sacolas plásticas são proibidas no Rio

Sabrina Rodrigues
terça-feira, 26 junho 2018 18:45
A lei 8006/18 também obriga a substituição por bolsas reutilizáveis ou biodegradáveis, proibindo a distribuição ou mesmo a venda de sacolas plásticas no estado. Foto: Márcio Cabral de Moura/Flickr.

O governador Luiz Fernando Pezão, sancionou, na segunda-feira (25), a Lei 8006/18, que proíbe os supermercados e estabelecimentos comerciais de distribuírem sacolas plásticas descartáveis. A lei também obriga a substituição por bolsas reutilizáveis ou biodegradáveis, proibindo a distribuição ou mesmo a venda de sacolas plásticas no estado.

As sacolas precisam transportar de 7 a 10 quilos de produtos e devem ser utilizadas até 60 vezes. Elas deverão ser compostas por, pelo menos, 51% de material proveniente de fontes renováveis. A substituição deverá ser feita em até 18 meses, para micro e pequenas empresas, ou 12 meses para os demais estabelecimentos.

O autor da lei, o deputado Carlos Minc (PSB), festeja: “Serão retirados dois bilhões de sacolas plásticas do meio ambiente no primeiro ano de vigência da lei. Atualmente, o Rio de Janeiro distribui 4 bilhões de sacolas plásticas por ano, que não são nem biodegradáveis nem recicláveis. O meio ambiente vira uma lata de lixo, recebendo esse material, que entope rios e canais, provoca inundações e asfixia peixes, tartarugas e aves. A nova lei estabelece o princípio da reciclagem e da reutilização, preservando ambiente, fauna e famílias vulneráveis a enchentes”, afirma o deputado.

 

Leia Também

Rio de Janeiro está perto de banir as sacolas de plástico

Plástico, como seria bom voltar no tempo e desinventá-lo

Câmara Municipal de SP aprova lei que bane sacolas Plásticas

 

 

1 comentário em “Agora é lei: Sacolas plásticas são proibidas no Rio”

  1. QUANDO PROIBIRÃO A CONFECÇÃO E VENDA DE FRALDAS DESCARTÁVEIS QUE AGRIDEM O MEIO AMBIENTE, TANTO OU MAIS QUE SACOLAS PLÁSTICAS???

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.