((o))eco Data
Plataforma de jornalismo de dados do site ((o))eco. Por Daniel Santini

Novos municípios são os que mais evoluíram na Amazônia Legal

Daniel Santini
quarta-feira, 21 agosto 2013 23:15

Os dez municípios brasileiros da Amazônia Legal que mais avançaram no Índice de Desenvolvimento Humano foram criados nas duas última décadas. Emancipados a partir de 1991, os municípios de Ribamar Fiquene (MA), Pugmil (TO), Cutias (AP), Monte Santo do Tocantins (TO), Ipueiras (TO), Mateiros (TO), Palmeiras do Tocantins (TO), Abreulândia (TO), Ipiranga do Norte (MT) e Parecis (RO) obtiveram crescimento de mais de 0,4 entre 1991 e 2010 no principal indicador de desenvolvimento do planeta. O IDH varia entre 0,0 e 1,0, sendo que, quanto maior o número, mais desenvolvida é considerada uma região. Antes da emancipação, a região de todos estes dez relacionados tinha IDH inferior a 0,28, número considerado muito baixo. As informações sobre variação de IDH foram divulgadas em julho no Atlas de Desenvolvimento Humano (clique aqui para baixar uma tabela em Excel organizada pela reportagem com base nos dados divulgados com a variação de IDH de todos os municípios da Amazônia).

Os dados indicam que a emancipação política, a criação de administrações locais e a maior presença do Estado em áreas com pouca estrutura foi importante para a evolução do IDH. Dos dez municípios com maior evolução, seis são do Tocantins, Estado mais novo do Brasil. Trata-se de um indicativo e a análise de outras variáveis, como índices de educação e distribuição de renda, é importante para comprovar a relação entre maior presença do Estado s e aumento do IDH. Vale ressaltar que, apesar do avanço, porém, assim como na maioria dos municípios da Amazônia, o desenvolvimento ainda é considerado médio. E lembrar que, em algumas regiões, a ocupação foi marcada pelo desmatamento e degradação ambiental.

Baixe as informações que embasaram esta datareportagem. Clique aqui para obter uma tabela em excel ou em arquivo tipo .csv, com a evolução de IDHM (dados de 1991, 2000 e 2010) de todos os munípios da Amazônia Legal.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.