O gelo dos oceanos visto do espaço
Geonotícia
Jornalismo feito com imagens de satélite e ferramentas geoweb

O gelo dos oceanos visto do espaço

Paulo André Vieira
segunda-feira, 10 março 2014 0:51

Pelo menos 15% do oceano está coberto de água congelada em qualquer momento do ano, o que significa uma área de 25 milhões de quilômetros quadrados. Satélites são usados desde 1978 para monitorar a concentração de gelo nos polos. Os cientistas prestam muita atenção nesses números pois uma alteração nesses valores podem ter um grande impacto no resto do mundo.

No Ártico, a cobertura máxima ocorre geralmente em março, enquanto a cobertura mínima ocorre em setembro. O oposto é verdadeiro para a Antártida, onde o mínimo ocorre em março e o máximo ocorre em setembro. Os dados apontam que a extensão do gelo marinho no Ártico está diminuindo, enquanto o gelo da Antártida permanece estável.

No ano de 2007 foi registrada a menor quantidade de gelo nos oceanos, 23% a menos que a mínima registrada em 2005, e 39% a menos que a média entre 1979 e 2000. Estima-se que a extensão de gelo marinho na região polar em setembro de 2007 foi de apenas metade da que se acredita ter existido entre 1950 e 1970. Esse recorde foi batido novamente em 2012.

Veja abaixo uma animação que mostra anualmente a quantidade de gelo nos oceanos no início de outubro. Os dados são do Centro Nacional de Dados sobre Neve e Gelo (NSIDC) dos EUA.

As duas próximas animações mostram o ciclo de gelo nos oceanos em 1988 e 2012.

 

 

Leia também
Gelo da Groenlândia teve derretimento recorde em julho
O gelo e a neve ao redor do planeta
Os icebergs da Groenlândia vistos do espaço

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.