Geonotícia
Jornalismo feito com imagens de satélite e ferramentas geoweb

As luzes do planeta vistas do espaço

Paulo André Vieira
segunda-feira, 9 julho 2012 3:45

As áreas mais brilhantes da Terra são as mais urbanizadas, mas não necessariamente as mais populosas. Compare, por exemplo, a Europa Ocidental com a China e Índia e verá isso claramente. As cidades tendem a crescer ao longo das costas e redes de transporte e, mesmo que as luzes não fossem exibidas sobre o mapa, o contorno de muitos continentes continuaria a ser visível. Nos Estados Unidos o sistema de rodovias interestaduais aparece como uma rede ligando os pontos mais brilhantes dos centros urbanos, enquanto na Rússia a ferrovia Trans-Siberiana é uma linha fina que se estende a partir de Moscou, cruzando o centro da Ásia até Vladivostok. O rio Nilo é outro segmento brilhante através de uma região escura.

Mesmo passados 100 anos da invenção da luz elétrica, algumas regiões permanecem escassamente povoadas e apagadas. A Antártica é totalmente escura. As selvas do interior da África e da América do Sul também, mas luzes já começam a aparecer por lá. Os desertos da África, Arábia, Austrália, Mongólia e dos Estados Unidos são pouco iluminados, bem como as florestas boreais do Canadá e da Rússia, e as grandes montanhas do Himalaya.

Nas fotos a seguir, divulgadas pelo Observatório da Terra da NASA, podemos ver imagens noturnas do planeta feitas do espaço.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.