Reportagens
3 de setembro de 2004

Embaçou

Ministério do Meio Ambiente abdica da transparência e torna indisponíveis os dados sobre compensação ambiental, que destina milhões às áreas preservadas.

Por Lorenzo Aldé
3 de setembro de 2004
Notícias
25 de agosto de 2004

Passe-livre para os felinos

Reservas ambientais não são mais suficientes para impedir a extinção de grandes espécies, principalmente quando se trata de predadores. A população de leões na África, por exemplo, diminuiu drasticamente na última década porque os animais estão encurralados: ou eles sobrevivem dentro dos limites de parques nacionais – o que vai contra a natureza da espécie – ou se arriscam em campos vigiados por fazendeiros armados. Para tentar encontrar uma solução que satisfaça tanto os homens quanto os bichos, grupos de conservação em diferentes países estão criando corredores de mata que ligam reservas ambientais. Essa iniciativa, que já foi adotada no Brasil há alguns anos, agora está sendo aplicada na África e na Índia. Os fazendeiros são incentivados a ganhar dinheiro com turismo ao permitir que grandes felinos cruzem suas propriedades. Os visitantes selvagens geram mais lucros do que prejuízos. A revista americana Time, edição de 23 de agosto, traz matéria de capa sobre o tema. O acesso à versão online é pago.

Por Lorenzo Aldé
25 de agosto de 2004
Reportagens
20 de agosto de 2004

Notícias do Oiapoque

Conservação Internacional promove expedições científicas ao Corredor da Biodiversidade no Amapá. O menor estado da Amazônia ainda está praticamente intocado.

Por Lorenzo Aldé
20 de agosto de 2004
Notícias
13 de agosto de 2004

Sem perdão

Nem a resistência dos ruralistas impediu a goleada (326 a 10) conquistada na Câmara pela emenda constitucional que expropria fazendas que utilizem trabalho escravo. No Senado tramita um projeto de lei semelhante. A diferença é que ele determina que se considerem improdutivas não apenas as propriedades que pratiquem trabalho escravo, mas também aquelas que usam trabalho infantil ou cometem crimes ambientais. Isto quer dizer o seguinte: prejudicou o meio ambiente? Não tem mais multa, castigo, reprimenda pública, reparação do dano. Perde o direito à propriedade e pronto. A idéia só tem um porém. Decretar a propriedade improdutiva resultará, naturalmente, em destiná-la para a reforma agrária. Cristóvam Buarque, autor do texto, não vê problema: “Os novos proprietários também têm que cumprir a lei”.

Por Lorenzo Aldé
13 de agosto de 2004
Reportagens
13 de agosto de 2004

Verde à venda

Quem lê a íntegra do anteprojeto do governo para a exploração das florestas públicas toma vários sustos. O plano não poupa a Mata Atlântica e propõe assentamentos florestais.

Por Lorenzo Aldé Matheus Leitão
13 de agosto de 2004