Uma virada (momentânea) de jogo

Aldem Bourscheit
quarta-feira, 29 abril 2009 21:13

Ao menos na quarta-feira, ruralistas viram alguns de seus principais argumentos contra o Código Florestal caírem por terra. Até pesquisa da Embrapa surgiu com percentual alterado.

Senadora censura pesquisadores

Salada Verde
quarta-feira, 29 abril 2009 20:30

A senadora Kátia Abreu (DEM/TO) protagonizou hoje um belo pití na audiência pública convocada pela própria na tentativa de provocar mudanças no Código Florestal Brasileiro. Tudo por causa da ex-ministra Marina Silva. Ele inventou de perguntar aos pesquisadores Evaristo de Miranda e Gustavo Curcio se estavam falando oficialmente em nome da Embrapa quando apresentariam estudos sobre uso da terra no país. Abreu impediu uma resposta. Ainda bem que O Eco consultou ontem a Assessoria de Imprensa da Embrapa e esclareceu a pendenga: são apenas dois estudos entre os inúmeros desenvolvidos dentro da estatal.

Dos Andes ao Ártico, degelo

Salada Verde
quarta-feira, 29 abril 2009 20:23

Começou, nesta terça-feira, um encontro entre os oito países do Ártico na Noruega. Os resultados já começam a aparecer. De acordo com o primeiro-ministro do país, Jonas Gahr Stoere, é necessário que as Nações Unidas firmem um novo pacto para conter as mudanças climáticas ainda este ano. Os políticos estão temerosos em relação aos efeitos do rápido degelo que ocorre desde os Andes até o Pólo Norte. Segundo o Planet Ark, site de noticiais ambientais da Reuters, Stoere convidou Al Gore para formar uma força-tarefa e estudar o fenômeno, a fim de apresentar um relatório na reunião que a ONU fará em Copenhage, na Dinamarca, no próximo mês de dezembro.

Pós e contras

Salada Verde
quarta-feira, 29 abril 2009 20:22

Barack Obama é presidente dos Estados Unidos há exatos cem dias. Por isso, a revista Grist publicou uma divertida notícia com os acertos e erros do novo chefe norte-americano quando o assunto é meio ambiente. Entre os aspectos positivos, o havaiano montou uma equipe sólida para cuidar do tema e assinou um decreto que destina mais de 60 bilhões de dólares diretamente para iniciativas verdes, além de outros 20 bilhões em impostos. Mas os ecologistas ainda não engoliram o nome do produtor de milho Tom Vilsack para comandar a secretaria de Agricultura.

Fábrica de gelo interditada

Salada Verde
quarta-feira, 29 abril 2009 20:20

A Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientais (Cicca), órgão da Secretaria Estadual do Ambiente (SEA), interditou nesta terça-feira uma fábrica de gelo que funcionava sem licença em Mesquita. A prefeitura do município na Baixada Fluminense já havia interrompido as atividades do local pelo mesmo motivo duas vezes este ano. Como o proprietário, Herval Rosa, não aceitou a decisão, a Cicca foi acionada. Agora, ele tem sete dias para retirar o gás de amônia, altamente tóxico, do estabelecimento.

A horta de Obama depois dos 100 dias

((o))eco
quarta-feira, 29 abril 2009 20:18

Com tanta notícia bombástica nos meios de comunicação sobre os 100 dias do governo Barack Obama, passou quase em branco a horta orgânica plantada na Casa Branca. Mas ela cresce.

Opinião pública x discurso ruralista

Salada Verde
quarta-feira, 29 abril 2009 17:24

Pesquisa Datafolha divulgada hoje (29) mostra que, ao contrário do discurso ruralista pela mudança no Código Florestal, a maioria dos brasileiros prefere menos desmatamento e punição aos que não cumprirem a lei, mesmo que isso signifique queda na produção e aumento de preços.  Encomendada pela não-governamental Amigos da Terra, o trabalho ouviu 2.055 brasileiros com mais de 18 anos, em todo o país, durante os dias 2 e 14 de abril deste ano. A margem de erro é de 2%.Segundo o documento, 91% dos brasileiros acreditam que as leis sobre meio ambiente deveriam ser “mais rigorosas, para evitar o desmatamento”. Quando questionados sobre o que é mais importante para o país, 94% dos entrevistados responderam que é “parar o desmatamento, para evitar desastres ambientais, como mudanças climáticas, desmoronamentos e alagamentos”. Apenas 3% dos brasileiros acreditam ser melhor “permitir mais desmatamentos para produzir mais produtos agrícolas”.Enquanto o Congresso avaliza concessões a desmatadores, 85% dos entrevistados defenderam que as irregularidades no campo deveriam ser “cobradas dos infratores, mesmo que isso possa gerar aumento nos preços dos produtos agrícolas”. Para 60% dos entrevistados, o principal responsável pelo desmatamento é “a falta de controle por parte das instituições de governo, que não aplicam a lei”. Por sua vez, 12% acham que a culpa é da legislação muito permissiva e 9% dos consumidores, que escolhem apenas produtos mais baratos. Quando a pergunta foi sobre intenção de votos nas próximas eleições, 93% disseram que vão votar em candidatos que “dificultem o desmatamento”. A pesquisa completa pode ser acessada clicando aqui.

Mercado negro de animais silvestres em SP

Salada Verde
terça-feira, 28 abril 2009 20:55

Em apenas um dia de operação, Policia Civil e Ibama em São Paulo apreenderam mais de 200 animais silvestres que seriam vendidos em feiras livres da cidade. A operação, realizada no último domingo (26), ocorreu em dois pontos da zona leste, a feira do rolo de Vila Mara, região de São Miguel Paulista, e na área conhecida como Aquário Itaquera, onde são vendidos produtos para aquarismo e jardinagem. Na Vila Mara, várias iguanas, jabuti, diversas espécies de aves e até uma serpente foram apreendidas na feira e em casas próximas, usadas para abrigar os animais, vindos principalmente da Bahia.No Aquário Itaquera, mais iguanas, jabutis e até um casal de esquilos foram resgatados. Os esquilos, segundo Marcelo Rocha, presidente da não-governamental SOS Fauna, que ajudou na operação, foram trazidos no lugar de um casal de macacos, encomendado a um dos traficantes, mas que não foi encontrado. A existência de um mercado consumidor para tais “produto”, inclusive, é o principal motor da venda de animais silvestres, segundo especialistas. Os animais estão sob cuidados da SOS Fauna. Cerca de 30 pessoas foram presas nas operações, quatro delas continuam na cadeia pro formação de quadrilha.

Dispositivo economiza combustível

Salada Verde
terça-feira, 28 abril 2009 20:54

Criado por um adolescente de apenas 16 anos, em 2007, um dispositivo pode revolucionar a indústria automobilística mundial. O autor do feito é o israelense Zion Badash. Instalado no motor do carro, seu invento é capaz de economizar cerca de 40% do combustível e torná-lo mais potente. Vendido pela internet, ele funciona em veículos novos, velhos, flex e diesel e custa 208 dólares. Montadoras como Ford e Mazda já demonstraram interesse na ferramenta que reduz, e muito, as emissões de carbono para a atmosfera. Veja um vídeo sobre o produto aqui.

Como são bons aqueles ares

((o))eco
terça-feira, 28 abril 2009 17:42

Acabo de chegar de Buenos Aires. Apesar das poucas políticas públicas voltadas ao meio ambiente, a capital argentina tem ruas largas e prédios baixos, o que reduz o tráfego e aumenta a circulação dos ventos. Por Felipe Lobo.