Riquezas profundas da Serra do Ramalho

((o))eco
terça-feira, 30 setembro 2008 21:01

Intocada pela proteção oficial, a Serra do Ramalho esconde uma das maiores coleções brasileiras de cavernas, muitas com pinturas rupestres, fósseis e espécies desconhecidas.

Pagando o maior MInCO

Salada Verde
terça-feira, 30 setembro 2008 20:49

Carlos Minc disse hoje que o Ibama tem 20 dias para avaliar os recursos que o Incra encaminhou contra as multas que recebeu por encabeçar o desmatamento na Amazônia. A medida abre a porteira para ações de outros membros da listagem contra as informações governistas. A relação, conforme informação da Globo, estava pronta há sete meses. Tempo suficiente para checagem e divulgação. Agora, Minc joga a culpa no Ibama pela barbeiragem. No fim, lhe faltou habilidade para uma conversinha seu colega Rolf Hackbart para evitar atritos governistas em ano de eleição. “São desmatamentos pequenos, de 20 ou 30 hectares, por pessoa. Por outro lado, um pequeno desmata pouco, mas milhares desmatam muito. Por isso temos que melhorar, assim como temos que melhorar os índices de desmatamento em unidades de conservação e em terras indígenas”, comentou Minc, segundo nota do Ministério do Meio Ambiente.

Festival sustentavelmente equivocado

Salada Verde
terça-feira, 30 setembro 2008 20:48

São Paulo recebeu este final de semana um evento cheio de boa vontade, o Festival About Us, cujo slogan era “entretenimento a favor da sustentabilidade”. Além de shows com cantores famosos, o evento disponibilizou ao público, estimulado a ir de bicicleta, várias opções menos agressivas ao meio ambiente, como latões de lixo seletivo, espaços decorados com material reciclado, centro de triagem de resíduos e praça de alimentação orgânica. No entanto, a julgar pelos fóruns que andam pipocando no site do evento, a sustentabilidade ficou só na propaganda. Segundo alguns indignados participantes do festival, o que mais se viu foram papéis jogados no chão e uma organização, digamos, “equivocada”. Isso porque, de acordo com os internautas, não foi permitido entrar com comida no evento (os shows começavam às 13h e iam até às 22h) e latões de mantimentos que foram confiscados transbordavam na entrada do festival; a cerveja em lata era passada para um copo plástico antes de ser dada ao consumidor (o que duplicou o número de recipientes jogados) e não havia latões de lixo suficiente. O Festival também já foi realizado em Manaus.

Contaminação de terras nos EUA

Salada Verde
terça-feira, 30 setembro 2008 19:59

A Agência Ambiental Americana (EPA) acaba de disponibilizar, no Google Earth, uma ferramenta com informações sobre o potencial de energia renovável em áreas contaminadas de todo o território americano. No mapa, assusta a enorme quantidade de terras contaminadas, minas e áreas industriais abandonadas e poluídas por resíduos perigosos. Mais interessante é saber que essas áreas hoje são usadas para geração de energia eólica e solar, por exemplo, pois são  inadequadas para outros usos. No mapa interativo ainda é possível acessar informações sobre as empresas que hoje trabalham com geração de energia alternativa.

Reserva legal em canaviais

Salada Verde
terça-feira, 30 setembro 2008 19:57

O grupo de ONGs e empresas do setor sucroalcooleiro, criado no final do ano passado pela União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) para debater a expansão das plantações no país – ainda não oficializado –, já tem um trabalho na manga. Na última semana, representantes da SOS Mata Atlântica e da Conservação Internacional reuniram-se, em São Paulo, para debater o andamento de um estudo sobre o passivo ambiental em propriedades canavieiras. A idéia é provar que o passivo pode ser coberto sem ônus financeiro, como argumentam alguns agricultores, e que pode até tornar-se uma fonte de renda.

Florestas em solo degradado

Salada Verde
terça-feira, 30 setembro 2008 19:55

De acordo com levantamento daquelas entidades, na maioria das propriedades canavieiras somente 70% da área é cultivada. Os outros 30%, que englobam Reserva Legal, Áreas de Proteção Permanente (APP) e terrenos inutilizados, poderiam, segundo as ONGs, ser recobertos por floresta e transformadas em Reservas Particulares de Patrimônio Natural (RPPN), o que possibilitaria a inserção no mercado internacional de créditos de carbono, por exemplo. Por enquanto, as entidades preparam a primeira etapa do trabalho, na qual uma região de São Paulo, maior produtor de cana do país, será usada como estudo de caso sobre a paisagem sucroalcooleira e formas de recuperação adequadas às características regionais. Depois, a idéia é expandir o trabalho para todo o país. Segundo a Unica, ainda não há data para a formalização do grupo que faz parte do projeto, chamado “Diálogo da Cana”.

Candidatos no arco do desmatamento

((o))eco
terça-feira, 30 setembro 2008 18:31

O Eco entrevistou os três candidatos à Prefeitura de Juína (MT), município na lista dos maiores devastadores da Amazônia. Ouça o que eles dizem sobre temas ambientais locais.

Abelhas desaparecem no sul

Salada Verde
terça-feira, 30 setembro 2008 17:13

Os apicultores de Santa Catarina estão com uma pulga atrás da orelha: de uma hora para outra, a produção de mel despencou vertiginosamente. A explicação reside no desaparecimento das abelhas – no estado, estima-se que 12% da população do inseto tenha paradeiro desconhecido. Segundo notícia do jornal Diário Catarinense, ácaros, vírus, ondas de telefone celular e pólen de plantas transgênicas ou contaminado por pesticidas já foram levantadas como possíveis causas do problema.

Aquecimento global pode ser culpado

Salada Verde
terça-feira, 30 setembro 2008 17:12

Até agora, no entanto, não há um diagnóstico preciso dos motivos que levaram ao desaparecimento das abelhas. Mas, em breve, ele pode surgir. De acordo com Walter Miguel, chefe do Centro de Treinamento e Pesquisa da Cidade das Abelhas, em Florianópolis (SC), é possível que a mudança climática seja a vilã da história. Isso porque, na época do frio, a colméia naturalmente reduz sua população em virtude da falta de alimento causada pela escassez da florada. Esse ano, porém, o inverno chegou mais cedo e durou pouco. Com isso, a reprodução aconteceu antes do previsto e impôs a luta por pouca comida.

Imagens do desmatamento em agosto

Monitor
terça-feira, 30 setembro 2008 14:25

A imagem abaixo captada, no dia 21 de agosto, pelo sensor Modis do satélite Terra, da Nasa, dá uma amostra do que ocorreu no sul do Pará no mês anterior, quando o estado liderou o aumento do desmatamento na Amazônia. Segundo anúncio feito nesta segunda (dia 29) pelo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, a taxa de devastação na floresta dobrou no mês de agosto em comparação com o mês anterior, atingindo 752 km2. 

Na imagem acima, pode -se ver a concentração de queimadas (um dos indícios do avanço da devastação) na área de influência da BR 163, estrada que liga Cuiabá a Santarém e está sendo asfaltada pelo Governo Federal. Em seu entorno para conter a devastação foram criadas várias unidades de conservação, que como já mostrou o Monitor também estão em chamas. Aliás o exemplo da BR 163 como um indutor de desmatamento foi o que levou o Ministério do Meio Ambiente a cancelar o licenciamento de outra rodovia na Amazônia, a BR 319. Leia reportagem sobre o tema. Abaixo, também em uma imagem do Satélite Terra com arte d’OEco, pode-se enxergar o que foi que assustou o ministro Carlos Minc e o fez parar a licença para o asfaltamento. A foto foi tirada pelo sensor Modis no dia 30 de agosto. Os pontos vermelhos são as queimadas, que segundo informações recentes avançam cada vez mais de Rondônia para o sul do Amazonas (G. Faleiros)