2006 imagem ou ação?

Adriano Gambarini
sexta-feira, 29 dezembro 2006 22:06

Mais um ano de queimadas, monoculturas e espécies mortas em beira de estradas passou. Tomara que em 2007 fatos mais positivos se revelem diante das lentes que miram a natureza.

Mais quente, menos chuva

((o))eco
quinta-feira, 28 dezembro 2006 14:38

A temperatura média da Amazônia poderá subir 8º C daqui a cem anos, com volume de chuva 20% menor, caso as metas de redução de emissão de poluentes estabelecidas pelo Protocolo de Quioto não sejam cumpridas. O cenário pra lá de pessimista é do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe), que há dois anos coordena um estudo sobre os efeitos do aquecimento global no país, material que deve ser entregue em fevereiro para o Ministério do Meio Ambiente. Em reportagem do site G1, o meteorologista José Antonio Marengo conta que, se as previsões forem concretizadas, a floresta Amazônica poderá virar Cerrado. Já se a poluição for controlada e o desmatamento reduzido, a temperatura da Amazônia em 2100 poderá ficar em torno de 5°C acima da atual.

Veneno de laboratório

((o))eco
quinta-feira, 28 dezembro 2006 14:32

Pesquisadores do Instituto Butantan aprimoraram a metodologia que possibilita a produção do veneno de jararaca (Bothrops jararaca) em laboratório. A fabricação artificial da substância pode ter relevantes benesses ambientais, ao dispensar o uso dos animais de cativeiros para a pesquisa sobre venenos e produção de soro. O novo método consiste no cultivo da célula secretora do veneno da serpente e será descrito na edição de janeiro da revista Nature Protocols. A substância retirada da cobra é utilizada hoje na produção de um medicamento para o controle da hipertensão.

Em perigo

((o))eco
quinta-feira, 28 dezembro 2006 14:31

Boa parte das 60 espécies de tubarões e raias do litoral brasileiro poderá sumir do mapa, caso não sejam criadas áreas de exclusão de pesca. A conclusão é do oceanógrafo Sandro Klippel, um dos autores do livro “Ações para a conservação de tubarões e raias no sul do Brasil”. Segundo ele, na plataforma Sul houve uma redução de aproximadamente 90% da abundância original das espécies, o que caracteriza fase crítica de extinção. A pesca de arrasto e de emalhe são as mais nocivas à biodiversidade marinha. Para reverter esse quadro, diz, seria preciso implementar áreas de exclusão de pesca em 30% a 50% de todo o litoral.

Conhecimento aprimorado

((o))eco
quinta-feira, 28 dezembro 2006 14:30

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) lançaram o Programa de Pós-Graduação em Clima e Ambiente, na tentativa de se tornarem referência nacional na formação de pesquisadores e na produção do conhecimento. O programa começa com nota 4 na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Inicialmente, serão 15 vagas para mestrado e 10 para doutorado, com as primeiras turmas ingressando em agosto do próximo ano. Foram estabelecidas duas áreas de atuação iniciais: física do clima e ecossistemas amazônicos. Detalhes no site do Inpa.

Novos moradores

((o))eco
quinta-feira, 28 dezembro 2006 14:29

Dois leõezinhos nasceram na madrugada desta quarta-feira no Horto Municipal de São Vicente, no litoral de São Paulo. A reprodução é bastante comemorada pelos veterinários do horto, já que a rejeição de filhotes nascidos em cativeiro é grande por parte dos pais. O processo de gestação durou quase 120 dias e o parto ocorreu sem complicações. A preocupação agora é não perturbar os pais – Nagan, de 9 anos, e Kiara, de 3 anos e meio – para evitar a rejeição. Por esse motivo, ainda não foi possível verificar o peso e tamanho exato dos filhotes.

Música pela Amazônia

((o))eco
quinta-feira, 28 dezembro 2006 14:28

A Amazônia ganhou um novo aliado: a música clássica. O pianista e maestro João Carlos Martins se apresenta no Carnegie Hall, em Nova Iorque, com a Orquestra Bachiana de Câmara, dando início ao projeto Amazon Forever (Amazônia para Sempre). A expectativa é mobilizar os americanos para a causa amazônica e reunir potenciais doadores e financiadores para o Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa), iniciativa do governo federal que tem como objetivo proteger 50 milhões de hectares do bioma. Os ingressos, simbolicamente vendidos a 1 dólar, já estão esgotados. A apresentação será no dia 6 de janeiro.

Pós-réveillon

((o))eco
quinta-feira, 28 dezembro 2006 14:25

A Comlurb, companhia de limpeza pública do Rio de Janeiro, preparou uma megaoperação para o réveillon, com 2.925 trabalhadores, 353 veículos e 1.780 contêineres plásticos com capacidade de 240 litros para atender às praias da cidade. Apenas em Copacabana, a Comlurb utilizará 1.174 garis, 131 veículos, inclusive tratores, e 700 contêineres. Cerca de 15 mil litros de solução de eucalipto serão usadas na desodorização de pistas de rolamento e calçadas próximas à orla. A empresa informou que, na última virada, 624 toneladas de lixo foram retiradas das áreas com maior concentração de pessoas.

Cada vez mais quente

((o))eco
quarta-feira, 27 dezembro 2006 16:55

Os últimos seis anos foram os mais quentes da história, segundo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) com conclusões de 2.500 cientistas sobre o aquecimento global. O estudo, que durou seis anos, aponta o homem como principal responsável pelo fenômeno e diz que parte dos danos causados pelo aquecimento já é irreversível. O nível do mar, por exemplo, continuará subindo durante mais de um século, mesmo se as emissões de gases que geram o efeito estufa forem eliminadas. A análise completa está no Informe do Painel Intergovernamental de Mudança Climática (IPCC, em sua sigla em inglês).