Classificado como desastre da Samarco

Impactos da Samarco sobre tartarugas vão ser monitorados

Por Vandré Fonseca
Tamar irá monitorar como a lama tóxica afeta as tartarugas. Foto: Outras Palavras.

Acordo foi celebrado esta semana entre a Fundação Renova e o Projeto Tamar. Estudos serão realizados durante cinco anos

Níveis de metais na água aumentaram no rio Doce, aponta estudo

Por Sabrina Rodrigues
MARIANA, MG, BRASIL: 13 Novembro 2015: Vista geral do distrito Bento Rodrigues, da cidade de Mariana em Minas Gerais.  No dia 5 de novembro, uma barragem de rejeitos minerais da empresa Samarco (controlada pela Vale e pela anglo-australiana BHP) estourou, inundando de lama a regiao. (Fotos: Victor Moriyama/Greenpeace)

Em relatório apresentado nesta quarta-feira (21), pesquisadores e representantes do ICMBio alertam para o aumento nos teores de ferro e alumínio na água

Cine clube apresenta sessão sobre tragédia em Mariana

((o))eco
Como forma de relembrar a maior tragédia ambiental do Brasil, a Casa Pública recebe edição especial do Cine Clube do Moleque Mateiro para exibição de três filmes. Foto: Senado Federal.

Casa Pública e Cine Mateiro convidam todos para assistir e debater três filmes sobre a maior tragédia ambiental do país

Em visita a Mariana, Sarney Filho não autoriza volta da Samarco

((o))eco
Sobrevoo da região de Bento Rodrigues. Seis meses após a tragédia, cenário continua igual. Foto: ASCOM/MMA.

Novo ministro do Meio Ambiente ainda descartou a anulação do acordo feito entre União, estados e mineradora, mas defendeu ajustes pontuais.

Barragem da Samarco tem novo vazamento e empresa evacua o local

Por ((o))eco
Como ficou o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, após o rompimento da barragem, no dia 05 de novembro. Foto: Foto: Rogério Alves/TV Senado.

Segundo a mineradora, parte dos resíduos que não se desprenderam no acidente do dia 05 de novembro se soltou dentro da própria barragem. Ninguém ficou ferido.