Arquivo das categorias: Notícias

No rastro da Fazenda Parolin

Por Salada Verde

Em seu primeiro artigo em O Eco, em agosto do ano passado, o físico e ambientalista Germano Woehl Júnior já alertava para o desmatamento nas cabeceiras do Rio Itajaí, em municípios como Itaiópolis e Papanduva. Problemas registrados desde os anos 1960, diga-se de passagem. Na região da antiga Fazenda Parolin, a devastação provocada por madeireiras acabou com as madeiras nobres do local (veja aqui), mas prossegue, como mostramos ontem. Pelas mentes e escaninhos do poder público catarinense chegou a passar uma proposta para transformar a área em parque estadual, enquanto ambientalistas tentaram levantar dinheiro para comprar o local e transformá-lo em um reserva ecológica particular. Agora, a salvação da área parece depender das mãos do governo federal. Se o Incra não plantar um “assentamento ecológico” por lá.

Pizzato reclama de operação

Por Salada Verde

Entre as empresas interditadas ontem no Paraná pela Polícia Federal, uma pertence à família do deputado federal Luciano Pizzatto (DEM-PR). “A fiscalização sempre é bem-vinda quando se encontra algo errado, porque ajuda você a melhorar. Mas no caso da empresa dos meus familiares, foram centenas de horas de fiscalização e nada foi encontrado até o momento”, disse ao jornal Gazeta do Povo.

O apoio da Contag a Minc

Por Salada Verde

A Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) distribui hoje um manifesto em “apoio ao ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, que vem sendo duramente golpeado por setores econômicos e forças políticas que nunca assumiram compromissos com o desenvolvimento rural sustentável com base na justiça social e na preservação ambiental”. A nota também afirma, entre outros pontos, que a “legislação não pode dar o mesmo tratamento para uma propriedade familiar com, em média, cinco ou 60 hectares, que produz alimento e preserva o meio ambiente com outras que detém 400 mil ou 500 mil hectares de monocultivos, que degradam e impactam o meio ambiente”. Confira a nota aqui.

Peixe grande na rede da polícia

Por Salada Verde

Prefeitos, vereadores e madeireiros figuram na lista de presos pelo Polícia Federal no Paraná. Operação também interditou 16 empresas no estado e mira em empresários paulistas.

Desafio internacional

Por Salada Verde

O governo do estado de São Paulo assinou hoje pela manhã um pacto internacional em defesa das águas. Chamado de Consenso da Água, o tratado foi criado em março deste ano, em Istambul, na Turquia, durante o 5º Fórum Mundial sobre o tema. O documento já possui 250 assinaturas de governos locais e regionais de todo o mundo, que se comprometeram a elaborar planos de ação para alcançar uma gestão sustentável dos recursos hídricos e a cumprir metas em relação ao uso da água e ao saneamento. São Paulo é o primeiro participante do Brasil no pacto. Para que a campanha tenha êxito, o governo paulista espera que haja adesão maciça dos municípios do estado. O desafio é grande. Em algumas cidades, os serviços de coleta e tratamento de esgoto não atendem mais que 5% da população. Todas as ações serão orientadas pelas secretarias estaduais e, em 2012, na próxima edição do Fórum Mundial das Águas, os resultados serão avaliados.
 

Crescerá repressão contra desmatamento

Por Salada Verde

Comemorando o desmatamento em queda na Amazônia, o ministro Carlos Minc cercou-se hoje de representantes do Ibama e da Polícia Federal para enumerar resultados de ações repressivas contra o desmatamento na região. Segundo eles, em um ano de operações foram executadas 224 prisões e abertas 384 investigações contra criminosos ambientais. Também foram apreendidos 44 mil metros cúbicos de madeira ilegal, suficientes para carregar 2.200 caminhões, destruídos 1.306 fornos para carvoejamento e vistoriadas 516 serrarias e madeireiras. O Ibama está com 300 agentes em campo, ligados a 18 operações. Mais de R$ 3,7 milhões em multas foram aplicados no período. E a repressão deve aumentar nos próximos meses, mais críticos para a floresta, inclusive no Maranhão. Para lá migraram madeireiros ilegais com a fiscalização que acontece no leste do Pará, informou a Polícia Federal.