Download PDF
Leonardo DiCaprio no Oscar 2016. Foto: Youtube

Leonardo DiCaprio no Oscar 2016. Foto: Youtube

No último domingo (28), o ator norte-americano Leonardo DiCaprio finalmente ganhou o Oscar de Melhor Ator por seu trabalho no filme "O Regresso". Foi sua primeira estatueta após cinco nomeações em anos anteriores. Com elegância, o ator subiu ao palco para agradecer a todos, desde o diretor de elenco que o escalou em seu primeiro filme aos colegas de elenco e equipe do filme. E também aproveitou seu discurso para falar sobre um tema: as mudanças climáticas.

Como pode ser visto aos 1:30 minutos de vídeo (abaixo), o ator deu vez ao ativista ambiental. Leonardo, cujo desempenho no filme exigiu um processo de filmagem extenuante marcada por frio intenso, faz um apaixonado discurso sobre a urgência de agir para frear o aquecimento global.

E, por último, eu só quero dizer o seguinte: 'O Regresso' é sobre a relação do homem com o mundo natural. Um mundo no qual coletivamente sentimos, em 2015, como o ano mais quente da história. Nossa produção precisou se mudar para o extremo sul do planeta apenas para ser capaz de encontrar neve. A mudança climática é real, está acontecendo agora. É a ameaça mais urgente para toda a nossa espécie, e precisamos trabalhar juntos e parar de procrastinar. Precisamos apoiar os líderes de todo o mundo que não falam pelos grandes poluidores epelas grandes corporações, mas que falam por toda a humanidade, pelos povos indígenas do mundo, pelos bilhões e bilhões de pessoas carentes que serão mais afetadas por isto. Para filhos de nossos filhos, e para aquelas pessoas lá fora, cujas vozes foram abafadas pela política de ganância. Agradeço a todos por este prêmio incrível esta noite. Não vamos tomar este planeta com certo. Eu não tomo esta noite como certa. Muitíssimo obrigado.

DiCaprio ativista

A preocupação do ator com temas ambientais não é uma novidade. Em 1998, ele criou a Fundação Leonardo DiCaprio para apoiar as organizações e iniciativas dedicadas a causas relacionadas à sustentabilidade do planeta - alterações climáticas, acesso à água potável, proteção da biodiversidade, conservação dos oceanos e apoio a vítimas de desastres naturais.

Além de usar sua fama internacional para influenciar opinião pública sobre estas questões, Leonardo faz parte do conselho de organizações ambientais como o WWF, o Conselho de Defesa dos Recursos Naturais (NRDC), Global Green EUA e o Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal (IFAW).

Através de sua fundação, o ator produziu curtas explicativos para web como Water Planet e Global Warning. Em 2007, lançou seu primeiro documentário de longa metragem, The 11th Hour (A Última Hora). Escrito, produzido e narrado por Leonardo, o filme traz depoimentos de 50 dos principais especialistas em questões ambientais do mundo e as suas propostas para salvar o planeta.

 

 

Leia Também

De olho no relógio

Ricos, famosos e conscientes