Download PDF

Nada disso corrige o pecado original do reverendo Moore de ter inventado renas voadoras para o Papai Noel sem deixar qualquer explicação. Talvez ele nem tivesse uma. Ou talvez ele tenha consumido o fly agaric para escrever a história. Coisa que, como já indicou Santa Catarina, explica tudo.