Download PDF

Biodiversidade no céu: aves típicas do Pampa no pôspter de Renato Rizzaro.Foto: ave!brasil.

Biodiversidade no céu: aves típicas do Pampa no pôspter de Renato Rizzaro.Foto: ave!brasil.

O Ministério do Meio Ambiente firmou uma parceria com a Universidade de São Paulo para colocar no ar a Plataforma de Informação em Biodiversidade, banco de dados que armazenará informações sobre biodiversidade, incluindo aqueles disponibilizados através do monitoramento nas Unidades de Conservação (UCs) do país. Coordenada pelos professores Pedro Pizzigatti Côrrea e Antônio Mauro Saraiva e com previsão para entrar em funcionamento já no final deste ano, a ferramenta acaba de ganhar parcerias.

Fruto de uma parceria entre o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), com apoio técnico da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), a plataforma conta agora com a expertise dos profissionais do Núcleo de Pesquisa em Biodiversidade e Computação da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (BioComp/USP), que estão desenvolvendo o sistema computacional que possibilitará a gestão de dados.

De acordo com o MMA, a plataforma é voltada para captura, integração, compartilhamento, visualização e análise de dados e permitirá a utilização das informações nas UCs e a visualização integrada de mapas, espécies e espécimes por usuários de dados sobre a biodiversidade.

Os dados gerados pelos projetos de pesquisa autorizados pelo ICMBio/MMA por meio do Sistema de Informação em Biodiversidade (Sisbio) poderão ser disponibilizados para a sociedade em geral, mas uma instrução normativa formalizará as regras para tal acesso.

 

 

Conheça também
WikiParques, site interativo dedicado a explorar e debater sobre nossas áreas protegidas

Leia Também
Guia: as aves do Pampa
Museu Goeldi inova com Censo da Biodiversidade Amazônica
Planeta Terra é o lar de 8,7 milhões de espécies
ICMBio lança portal de geoprocessamento e dados de UCs