Download PDF

Peixe-napoleão ([i]Cheilinus undulatus[/i]). Foto:

Peixe-napoleão ([i]Cheilinus undulatus[/i]). Foto:

O peixe-napoleão (Cheilinus undulatus) é o maior dos peixes da família dos bodiões (peixes marinhos capazes de mudar de sexo na puberdade), capaz de atingir até 2 metros de comprimento. A espécie é típica dos recifes de coral e habitats costeiros na região tropical do Indo-Pacífico. É fundamental à saúde (e defesa) dos recifes de coral, já que sua dieta inclui espécies que predam os corais, como as estrelas-do-mar-coroa-de-espinhos. Infelizmente, o napoleão não desfruta de proteção contra as práticas de pesca predatória humanas: sua maior ameaça é a sobrepesca para atender o comércio de peixes vivos que predomina no Sudeste Asiático, que o valoriza como um prato de luxo. Esta exploração reduziu a população da espécie pela metade nos últimos 30 anos e não há sinais de melhora, especialmente se considerado com o crescimento deste mercado. A Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN classifica a espécie como 'Em Perigo de Extinção'.

 

 

Leia TambémBonobos: nome engraçado, destino nem um pouco
Mabecos em disparada pela sobrevivência
A inocência do leão-marinho-das-Galápagos
Rabo-de-palha-de-bico-laranja: escondido na ilha